O Ozônio na Odontologia

Odontologia com ozônio não é o que a maioria das pessoas pensa quando ouve a palavra “ozônio”. Afinal, o ozônio é a camada específica de nossa atmosfera que nos protege dos raios ultravioleta do sol. Mas a molécula de ozônio também tem utilidade na odontologia.

De acordo com uma publicação no The Saudi Journal for Dental Research , a molécula de ozônio consiste em três átomos de oxigênio unidos para criar uma partícula carregada negativamente que existe na natureza como um gás incolor. Na década de 1930, o Dr. EA Fisch começou a usar ozônio na odontologia devido às suas fortes propriedades antibacterianas e de cicatrização de feridas. Hoje, é amplamente utilizado na Europa e América do Sul, de acordo com artigo na Interventional Neuroradiology (IN) .

Usos do ozônio em odontologia

O dentista pode aplicar ozônio na forma de gás, água ou óleo, conforme explica o artigo da IN. Provou ser útil no tratamento de uma série de problemas dentários diferentes:

Doença periodontal: de acordo com um estudo publicado no International Journal of Health Sciences , a doença periodontal (gengiva) é a condição bucal mais comum no mundo. Começa como uma infecção assintomática na gengiva, mas, com o tempo, pode se espalhar para a parte da mandíbula que forma as cavidades que sustentam os dentes. Em última análise, a doença periodontal pode resultar na perda do osso de suporte e dos dentes da boca. O artigo da IN observa que o ozônio tem se mostrado promissor em ajudar a desinfetar áreas com infecção crônica de gengiva. O dentista pode aplicá-lo diretamente na gengiva como um gás ou em óleos ou água, permitindo que o ozônio se infiltre no colarinho da gengiva que envolve cada dente e qualquer abscesso.

Endodontia: procedimentos endodônticos tornam-se necessários quando o tecido pulpar dentro de um dente torna-se irreversivelmente infectado. Nos últimos séculos, essa condição frequentemente exigia a remoção do dente infectado, mas hoje, a terapia de canal radicular é realizada para remover apenas os tecidos infectados, de forma que o dente natural possa permanecer e funcionar normalmente na boca. Conforme explicado no artigo da IN, o ozônio pode ajudar a desinfetar o canal interno do dente, bem como os tecidos ao redor da ponta da raiz do dente. Isso pode ajudar a prevenir a propagação da infecção.

Dor na ATM: A articulação temporomandibular (ATM) às vezes pode estar sujeita a um grupo de distúrbios conhecidos como distúrbios temporomandibulares . Como explica a Clínica Mayo , essa condição pode causar dor na mandíbula e limitar a capacidade de uma pessoa mastigar confortavelmente ou até mesmo abrir a boca. No entanto, um estudo em Medical Principles and Practice mostrou que as injeções de ozônio ajudaram a aliviar os sintomas em pacientes com dor na ATM, indicando mais um uso potencial para a terapia com ozônio.

Outros casos: Conforme mencionado no artigo da IN, o ozônio também se mostrou útil no tratamento de outras infecções associadas aos tecidos dentro e ao redor da boca, incluindo infecções nos seios da face e lesões causadas por vírus e fungos, como herpes e candidiase; inflamações, aftas, etc .

Obstáculos ao uso da terapia de ozônio

Embora a terapia com ozônio possa ser um tratamento comum em consultórios odontológicos em outros países, é muito menos usada nos EUA. Isso pode ser devido a evidências conflitantes sobre a eficácia do tratamento, conforme mencionado no artigo da JFMA. Além disso, um artigo do The Open Dentistry Journal observa que o próprio ozônio pode ter efeitos colaterais tóxicos se inalado como um gás, podendo causar danos ao sistema pulmonar e outros órgãos.

Se precisar de tratamento para um problema odontológico, você deve sempre conversar com seu dentista para discutir as melhores opções para sua situação. Embora a odontologia com ozônio possa permanecer uma prática complementar por enquanto, após mais pesquisas sobre suas poderosas aplicações antibacterianas, ela pode se tornar uma estrela da odontologia em um futuro não tão distante.

O objetivo deste artigo é promover a compreensão e o conhecimento sobre tópicos gerais de saúde bucal. Não se destina a ser um substituto para o aconselhamento profissional, diagnóstico ou tratamento. Sempre procure o conselho de seu dentista ou outro profissional de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter sobre uma condição médica ou tratamento.

*Este artigo foi traduzido do original em inglês publicado pela Colgate em: https://www.colgate.com/en-us/oral-health/adult-oral-care/what-is-ozone-dentistry-and-how-does-it-work

 

Acompanhe-nos nas redes sociais!

pt Portuguese
X
× Como posso te ajudar?